Últimas Notícias

Amor, você já traiu alguma namorada?

Amor, você já traiu alguma namorada?


No começo tudo era escuridão, então Deus fez a luz, depois criou o mundo em alguns dias e descansou, depois criou os animais, então fez o homem, e achando que ainda faltava algo, então fez a mulher.
E depois que fez a mulher acho que Deus nunca mais parou de trabalhar, porque as melhores obras são aquelas que dão mais trabalho.
Lembro que uma vez um amigo comentou e perguntou: “Cara, praticamente só tem mulher na sua família, como você aguenta?”; e eu respondi: “Simples, eu bebo!”, e demos aquela gargalhada gostosa de quem já está acostumado a brincar com o perigo.
Se não me engano o assunto começou quando comentou o fato de que ele e a noiva vinham tendo muitas discussões nas últimas semanas, a maioria bestas e sem motivos, e me perguntou se minha namorada na época e eu também brigávamos muito, e então quando eu disse que não, ele me perguntou qual era o segredo e eu respondi:
“Não deixe faltar assunto entre vocês dois, ou algo para fazerem, resumindo, não a deixe ficar entediada, senão ela vai te fazer perguntas às quais já sabe a resposta, e ainda assim, mesmo já sabendo, quando ouvi-las de você irá odiar.”
E até hoje ele diz que foi e sempre será o melhor conselho que dei para ele.
Ainda assim prevalece aquela velha história de que a gente nunca segue os próprios bons conselhos que damos para as pessoas, e comigo não é diferente.
Um dia desses estava em casa lendo, enquanto isso minha noiva estava meio entediada procurando sem sucesso algo interessante na Netflix para assistir que já não tinha assistido. Quando desistiu sentou perto de mim, com aquela expressão que dizia “Larga esse livro e me dá atenção”, mas eu meio que não notei. Grande erro. Foi quando veio a pergunta que me fez pensar:
“- Droga, Netflix, atualiza seu conteúdo, senão nunca mais poderei ler em casa quando a Japa estiver de folga!”
E a pergunta que ela fez, era uma das piores que as mulheres geralmente fazem: “Amor, alguma vez você traiu alguma namorada sua?”
Minha vontade era de ligar pra minha sogra e dizer pra ela dar uns conselhos pra filha, pra ver se ela aprende a não puxar assuntos que vão acabar em estresse, mas não fiz, até porque meu sogro me disse que a esposa faz isso até hoje, e não queria que o tiro saísse pela culatra, pois seria bem capaz de ela dizer, que se eu não queria  responder, era porque estava escondendo algo.
Então respondi com uma pergunta:
“Tem certeza que você quer mesmo saber a resposta pra essa pergunta?”
Nisso ela respondeu que se não quisesse a resposta não teria perguntado, e eu pensei: “Olha aí, nem respondi e já se estressou, maldito seja Carlos Ruiz Zafón que com esse livro maravilhoso me deixou distraído!”
Naquele momento eu torcia pra que acontecesse alguma coisa como nos filmes e séries, e que geralmente resultavam na expressão “Salvo pelo gongo”, mas não dei essa sorte, então respondi:
“- Sim amor, já fiz essa besteira, mas quando fiz não estava apaixonado, e era praticamente um moleque, não tinha a cabeça que tenho hoje em dia!”
Sabe aquelas cenas de desenhos em que num ombro do personagem tem um anjo sussurrando coisas boas, e no outro um diabinho colocando caraminholas em sua cabeça?
Após a minha resposta foi essa a cena que imaginei, porque a expressão dela só dizia uma coisa, que havia sido a resposta que ela esperava, mas não do jeito que ela havia imaginado. E o diabinho venceu, porque ela não ficou satisfeita, e completou a pergunta com um “Então quer dizer que foi apenas uma vez?”.
Foi nesse instante que eu xinguei muito mentalmente o David Meade, que disse que o mundo acabaria no dia 23 de setembro, mas, infelizmente, naquele momento parecia estar firme e forte como nunca.
Muito a contragosto me vi obrigado a responder, e respondi:
“- Depende, se por ‘uma vez’ você se refere a uma ocasião específica, não, não foi apenas uma vez, agora se por ‘uma vez’ se referir a uma namorada, sim, só traí uma vez porque foi a única namorada que traí!”
Por incrível que pareça ela pareceu satisfeita com aquela resposta, e com uma expressão que variava entre um “Desculpe ter te incomodado com esse assunto nada a ver” e um “É bom mesmo que tenha mudado, pra sua própria segurança”, ela foi pra cozinha fazer algo pra gente comer.
Mas a paz nunca dura pra sempre, e nesse caso, pra mim, ela durou apenas 3 segundos, que foi o tempo em que ela se dirigiu à cozinha e parou, olhou novamente pra mim e perguntou: “Posso saber quem foi a namorada que você traiu?”
Eu não sabia o que pensar, porque obviamente ela não poderia achar que seria ela, então qual a intenção dela com aquela pergunta? Então como nas respostas anteriores fui sincero e respondi rapidamente pra não criar uma margem para possíveis dúvidas:
“- Você não conhece ela, amor, foi minha primeira namorada, como te disse, eu era um moleque na época!”
Foi quando entendi o que ela gostaria de ter ouvido, pois virou nos calcanhares pra retomar seu trajeto pra cozinha enquanto dizia destilando veneno:
“Nem pra ter sido a sua última namorada, aquelazinha sem sal”



Gill Nascimento


4 comentários:

  1. hahahahahahahahaha não seria ótimo se sua ex lesse esse texto? hahahahahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela leu praticamente no mesmo dia kkkkkkkk deu o maior fusuê no Facebook isso kkkkkkkkkk

      Excluir
  2. ������ gente eu chorei de rir e me identifico bastante com sua noiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês mulheres são todas cruéis quando se trata disso kkkkkkkkk

      Excluir

Deixe sua opinião sobre esse texto!