Últimas Notícias

O Jeitinho Feminino de conseguir o que quer!

O Jeitinho Feminino de conseguir o que quer!

Recentemente cheguei de uma viagem que foi ótima e uniu o útil ao agradável, principalmente pelo fato de ter sido totalmente à passeio.
Fui para a cidade de Bakersfield na Califórnia, com o intuito de levar minha filha para ver a mãe que está fazendo um curso lá durante esse ano, e de lá fui para Madrid na Espanha, uma viagem que ganhei numa premiação que mencionei aqui, no texto Mundo Pequeno, e devo dizer, me diverti bastante, e conheci muitos lugares legais e lindos.
Minha noiva, que foi comigo, e eu, aproveitamos essa viagem para comemorar seu aniversário, que foi no último dia 19 e o nosso aniversário juntos, que foi no dia 25 de setembro. Eu sugeri alguns lugares para a gente conhecer, mas ficou mesmo a cargo dela escolher os lugares aos quais realmente iríamos. E como uma mulher compreensiva e que diz me amar, claro que ela levou em consideração minhas sugestões. Mas só levou em consideração mesmo.
Logo de início em Bakersfield, sugeri que fossemos a região de Napa Valley, que ficava a pouco mais de 4 horas de viagem, eu estava louco para conhecer e provar os vinhos locais, pois a região é bem conhecida pelos seus vinhedos e suas vinículas, e como já sabem, sou apaixonado por vinhos.
Aí entrou em ação o jeitinho feminino de abrir os nossos olhos e nos mostrar o que realmente queremos, bem lá no fundo, tão fundo que nós mesmos nem enxergamos.
Quando sugeri esse destino, ela me olhou com uma carinha de dúvida, que continha uma testa franzida, um bico, sombrancelhas arqueadas, e as mãos na cintura, e me disse:
“Napa Valley, amor? Não. Tenho certeza que você vai preferir conhecer Carmel-by-the-Sea, suas praias, seu museu, seus lugares românticos, e fiquei sabendo que lá também tem ótimos vinhos.”
Foi diferente de ela dizer que não, que iríamos porque era pra onde ela queria ir, que era o que ela queria conhecer, ela disse que tinha certeza que era o que eu iria preferir, e ela não costuma se enganar. Então fomos. E realmente gostei. Tinha vinhedos e vinículas, onde eu conheceria todo o processo de fabricação de vinhos de ótima qualidade, o que digo há anos ser uma das minhas paixões? Não, não tinha, mas achei os vinhos de Napa Valley nos restaurantes da Região, me conformei em apenas beber mesmo. Mas como eu disse, realmente gostei de Carmel, quando a companhia é boa, qualquer lugar fica ótimo.
Passamos pouco mais de um dia em Carmel, então resolvi sugerir nossa segunda parada, imaginei que agora poderia escolher, ao menos conscientemente, já que na primeira parada eu queria ir, mas como ela mesma disse, nem eu mesmo sabia disso.
E minha segunda sugestão foi completamente de coração, um sonho que poderia se realizar, pois qual homem nunca quis conhecer Las Vegas, seus cassinos, bares e baladas?
E se for solteiro então, as opções de visitação na cidade se multiplicam substantivamente.
Ao ouvir minha sugestão de destino, seu sorriso se iluminou e ela me respondeu:
“Com certeza, amor, temos que ir, vou adorar conhecer Hollywood, a Calçada da Fama, Disneyland, o Observatório Griffith…”
Interrompi:
- Amor, esses lugares não ficam em Las Vegas.
“Você havia dito Las Vegas? Desculpe, eu tinha entendido Los Angeles. Não amor, Las Vegas não, você nem gosta de badalação e barulho, e produções é a sua área de trabalho, você vai amar conhecer Los Angeles, além do mais, você é péssimo com jogos.”
Diante de argumentos tão convincentes, tive de concordar, então fomos para Los Angeles. Ficamos dois dias e conhecemos todos os lugares que ela disse que eu adoraria, e que eu até queria, mas não sabia que queria conhecer.
De Los Angeles embarcamos para Madrid, e eu cotinuei descobrindo lugares que queria conhecer e não sabia, como quando sugeri que fossemos ao badalado Bairro de La Latina, famoso pela vida noturna, os vinhos e o flamenco, mas ela disse que eu iria preferir a Gran Via, seus teatros e locais para fazer compras. Ou quando sugeri que fizéssemos o Bernabéu Tour, pois sou fã do Real Madrid, e ela disse que eu preferiria conhecer o Mercado São Miguel, um mercado gastronômico muito chique. Ou então quando sugeri que visitássemos o Círculo de Bellas Artes, um Centro de Artes, apresentações e cinema, e ela disse que la no fundo eu iria preferir ver o Museu do Prado e sua arte européia refinada da qual não entendi nem sequer um pouco.
Você que está lendo esse texto deve estar imaginando: “Gente, vai dar briga, pois o Gill está usando o Blog para reclamar que fizeram apenas o que a noiva queria fazer!”.
Se enganam, não estou sendo sarcástico, e na verdade amei realmente cada passeio e o sorriso de felicidade que eles estamparam no rosto da minha Japa, só estou fazendo piada mesmo sobre como tudo ocorreu, pois vocês, mulheres, possuem um jeitinho único e peculiar de sempre conseguir o que querem, e isso me diverte muito.
E claro, também fomos à lugares de minha escolha e vi que assim como eu fiquei feliz quando via ela satisfeita e contente, ela também ficou muito feliz por mim quando foi a minha vez, é isso que eu chamo de parceria de verdade, e tenho certeza que nesse ponto vão concordar comigo.
E foi bom também arejar a cabeça um pouco depois de um ano cheio de trabalho e problemas.
Além do mais, com uma viagem eu consegui fazer duas mulheres e meia felizes, e isso é uma marca excepcional para qualquer homem.
Mas confesso à vocês, assim como falei para a Japa, não ir à Las Vegas doeu um pouco, mas no fundo pode ter sido melhor, e quando eu disse isso para ela, de cara ela ficou desconfiada, então expliquei: Afinal, não ter ido pode ter sido bom, pois quem sabe eu não faça minha despedida de solteiro lá, será ainda mais legal se for uma primeira vez na cidade.
Nesse momento a expressão em seu rosto dizia nitidamente que a parceria acaba nesse ponto.
Acho então que não vai rolar.



Gill Nascimento





Talvez você queira ler algunas postagens relacionadas


 Invertendo Situações A Coisa tá ficando Séria  Vencendo pelo Cansaço

4 comentários:

  1. Alguém ficou muito próximo de apanhar. kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela leu e chorou de rir, ela se diverte quando é personagem principal dos meus textos kkkkkkkkk

      Excluir
  2. Apesar de ficar culpando sua noiva, você foi bem fofo em algumas partes, e fiquei com um pouquinho de só também hahahahah adorei o texto ❤

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião sobre esse texto!