Últimas Notícias

Fazer o quê se gosto de me complicar?

Fazer o quê se gosto de me complicar?


Uma das maiores verdades sobre mim é que vim ao mundo pra arrumar problemas pra mim mesmo e complicar a minha vida, senão fosse assim eu teria ficado no útero da Dona Naná.
Começou há 1 ano e 4 meses, quando achei que minha vida andava sossegada demais e que eu não sabia lidar com a paz, então resolvi namorar, mas não arrumei uma simples namorada, arrumei uma que já vinha com upgrade de fábrica. Ela já veio folgada e botando ordem desde o início, ela sabia o seu valor, e droga, nenhum homem resiste isso.
Afinal, porque começar um namoro de maneira normal, cheio de romantismo, apelidinhos ridículos, carências excessivas se você já pode começar com exigências, cobranças, e ordens de alguém que sabe se impor e o poder que tem? E o romantismo nesses casos é automático, pra acalmar a fera.
Porque começar um relacionamento com encontros eventuais, em lugares legais e românticos, com mensagens durante todo o dia, dizendo pros amigos que é só um lance, se a gente pode dar logo a cópia da chave de casa pra ela, comer besteira juntos no sofá enquanto assiste Netflix, porque no fundo é disso que a gente gosta, e também assumir de uma vez pros amigos que a gente tá na merda, e que foi laçado?
Mas eu sou mais doido que isso, achei que tava pouco, e menos de um ano depois noivei, e olha que já estávamos morando juntos, porque se é pra se complicar tem que ser direito, tem que fazer com que seus amigos se preocupem ao ponto de querer te resgatar e te dar conselhos.
Para mim estava normal, achei que isso não mudaria em nada, apenas oficializaria algo que já ocorria, mas a essência da relação continuaria a mesma. Me enganei. De novo.
Agora não eram mais exigências, eram ordens, não eram mais cobranças, eram ordens, e as ordens de antes se tornaram obrigações com datas e horários que eu anotava para não esquecer, e droga de novo, do jeitinho certo nenhum homem resiste isso, porquê no fundo a gente até pode dizer que não, mas é disso que a gente precisa (e no fundo quer), alguém que bote ordem na nossa bagunça que a gente chama de vida, e se tem uma criação de Deus com esse talento, ela se chama MULHER.
Eu chamo esse tipo de mulher de “Furacão invertido”, porque ao invés de chegar e bagunçar e destruir tudo pela frente, chega arrumando e consertando tudo, mesmo se nem precisar, mas chega igual um furacão, e as soluções são as mesmas, ou a gente foge ou a gente fica e reza. E no final a gente descobre que a teoria popular de que existe calmaria no centro do furacão, e que a ciência adora desmentir, na verdade é muito certa nesse tipo de furacão.
Eu estava feliz? Estava. Estava contente? Estava. Estava satisfeito? Não muito. Então o que eu fiz? Compliquei um pouco mais a situação, resolvi me casar, e não foi da maneira correta, em que a gente planeja tudo direitinho, marca uma data certinha com tempo suficiente para se organizar, não, não é o meu estilo.
Eu estava resolvendo um problema de uma documentação minha e do nada achei que seria bacana ter uma certidão de casamento, então fiz tudo aos trancos e barrancos de uma hora pra outra com direito até de me humilhar e implorar pro juiz colaborar, e peguei até a noiva de surpresa que só ficou sabendo de tudo 3 horas antes. E graças à uma declaração de união estável que já tínhamos, e uma avaliação pela qual passamos anteriormente para um outro processo, que será uma história que, se Deus quiser, em breve contarei para vocês, foi possível, e nos casamos.
Sou doido? Com certeza. Foi um risco? Enorme, ela poderia ter odiado. Ela gostou? Nossa, e como gostou.
Agora é isso, voltei da viagem de lua de mel ontem, estou aqui sentado no meu sofá escrevendo esse texto e tentando imaginar como vai ser a evolução dela nessa nova fase, mas que com certeza eu vou amar, porque é disso que eu gosto, eu gosto é de complicar a minha vida e de não ter controle sobre ela.
E numa boa, rapaziada, contrariando o que muita gente diz, eu recomendo isso.





Gill Nascimento


2 comentários:

Deixe sua opinião sobre esse texto!