Que bom que eu estava errado!


Que bom que eu estava errado!


Recentemente descobri que estive errado durante muito tempo, e que isso foi a melhor coisa que me aconteceu. Na verdade acho que a maioria das pessoas pensam como eu pensava, e sinceramente torço para que elas estejam tão erradas o quanto eu estive.
Sempre fui uma pessoa muito realista, que de vez em quando oscilava pelo tortuoso caminho do pessimismo, e que muitas vezes quando tentou ser otimista, acabou se decepcionando, não chegava ao ponto de ser do tipo que sempre esperava o pior, mas também não arriscava me iludir esperando pelo melhor, apenas ia usufruindo do que me era dado e aproveitava os momentos bons conforme eles surgiam.
Sonhos para mim sempre foram algo bem distante, que de vez em quando eu conseguia alcançar, mas que na maioria das vezes, para continuar não me iludindo, sempre tive em mente o “tanto fez, tanto faz”, se eu os realizasse, ótimo, se não, pior do que estava não ficava, e com o que eu já possuía já estava conformado e acostumado.
Claro que eu era uma pessoa com pretensões e objetivos, com metas e planos, mas sempre procurei não acreditar que poderia um dia voar, pra não correr o risco de cair de uma altura à qual eu não estava preparado, sempre mantive meus pés no chão.
A maioria das vezes em que cheguei em lugares onde nunca pensei que pudesse chegar, foi porque acabei agindo na base do improviso e do impulso, outras pessoas se achariam sortudas, mas eu só conseguia pensar que o destino era sarcástico ao ponto de mandar um recado, dizendo que quando eu planejasse não daria certo, e que as coisas  eram do jeito dele, e não do meu.
E foi assim que eu sempre fui caminhando, sem olhar para trás, limitando minha visão à frente, para não enxergar demais, e assim esperar demais, e acabar me iludindo demais, de vez em quando olhava para os lados, sentia aquela tentação de mudar de caminho ou de pegar algum atalho, mas seguia em frente, firme.
Sempre acreditei nas pessoas, mas sempre mantive um espaço em mim reservado para as ressalvas, para caso acontecesse, a decepção não me pegasse desprevenido, e acho às vezes que esse é meu maior dom, já me machuquei sim, mas nunca ao ponto de me lamentar.
Resumindo, apesar de às vezes mergulhar de cabeça, de ser intenso ao sentir, sempre fui muito pé atrás, e acho que por isso não tenho muitas cicatrizes, mas por isso também não tenho muitas histórias, digamos que na maioria das vezes eu deixei a vida me levar.
Agora percebo que estive errado não em tudo, mas sim em ser pessimista, em acreditar que as coisas não seriam como eu planejava e queria, e que a sorte nunca vinha acompanhada das consequências das minhas ações, por mais bem intencionadas, direcionadas, e conduzidas que elas fossem.
Devem se perguntar de onde saiu essa onda de otimismo, e aí está, não é otimismo, na verdade é realismo mesmo, as coisas tem dado certo ultimamente, e eu só tenho a agradecer, e o pé no chão que eu mantinha para não arriscar demais, agora o mantenho para não me acomodar demais, e ao invés de me acostumar com o que tenho sem esperar pelo melhor, cuido do que tenho, para não perder, porque isso é o melhor, pois no fundo foi sempre o que quis, esperei, e até mesmo sonhei.
Minha falecida avó costumava dizer que enquanto a gente não encontrasse a pessoa certa viveríamos sendo as pessoas erradas também, e hoje entendo perfeitamente o que ela sempre quis dizer com isso, pois minha vida tomou um rumo por causa da pessoa certa, e acho que tenho sido a pessoa certa também.
Acho que no fundo devo agradecer demais as lições que tive quando abri a guarda e acabei levando um nocaute, a experiência que obtive quando acreditei no que e em quem não devia e acabei me decepcionando, e também agradecer por todos os obstáculos que fizeram com que eu achasse que estava me atrasando, quando na verdade foram o fator determinante para que eu chegasse no momento certo aonde e à quem eu deveria chegar.
Acho que enfim posso dizer que acredito no dito popular que cheio de esperanças profetiza que, no fim tudo dá certo.





Gill Nascimento








Logo logo teremos novidade aqui no Blog, e você que está lendo esse texto e acompanha esse Blog que na maioria das vezes não diz nada com nada, pode fazer parte, CLIQUE AQUI para saber mais!





4 comentários:

  1. Gil sempre esperto, usando o Blog para fins lucrativos kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Gostei desta e outras crônicas.
    osvandir.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião sobre esse texto!

Casuísmo no Instagram