Últimas Notícias

Lá no fundo a gente só quer...

Lá no fundo a gente só quer...


Estava um dia desses pensando em algo que eu achava que queria muito, e quando estava praticamente decidido a correr atrás disso, parei, pensei melhor, e então percebi que nem queria tanto assim, e o pior, não precisava nem um pouco daquilo em que tanto pensei, e então isso me fez pensar: Será que aquilo que a gente geralmente diz que lá no fundo é apenas o que queremos, realmente queremos tanto assim?
Um grande exemplo é uma frase bem comum nas Redes Sociais: “No fundo a gente só quer que seja recíproco!”. Será mesmo que é isso que a gente quer? Porque na minha opinião, não todos, mas a maioria, se der prazer e não machucar no final, está ótimo. Se no caminho levado por esses prazeres a gente encontrar algo recíproco, maravilhoso, caso contrário vamos ao menos estar literalmente gozando a vida.
Um dia desses minha colega de trabalho, que vive lamentando sobre sua vida amorosa, disse que no fundo as pessoas só querem alguém que se importe de verdade. Tudo bem, não falo por ela, mas por mim, na minha opinião é exatamente o contrário, eu quero ter paz, então no fundo eu só quero que o restante do mundo me esqueça, e acho que não existe melhor maneira do que essa de obter paz. Quando as pessoas se importam demais com a gente, tendem a querer cuidar de nossas vidas, e isso geralmente estressa demais, então não, no fundo a gente só quer que o mundo inteiro não se importe.
Outra vez,  em uma palestra que assisti, o palestrante disse que bem lá no fundo a gente só quer alguém que faça nós nos sentirmos necessários, alguém que precise da gente. Pode até ser, mas só bem no início, porque depois isso enche o saco, dá trabalho demais. Na minha opinião nada melhor do que uma pessoa independente ao nosso lado. Agora, talvez, se o palestrante tivesse deixado bem claro que a necessidade em si era emocional e sentimental, ótimo, mas aparentemente ele quis dizer num modo geral, então mantenho minha posição contra.
Em outra ocasião, num momento filosófico de um amigo bêbado, ele disse que no fundo a gente só quer alguém que compartilhe conosco o silêncio que grita dentro de nós. Nossa, no momento em que ele falou achei lindo de se ouvir, e mesmo agora achei lindo de se ler também, mas a beleza de uma frase não dá sentido e razão para ela, nesse caso esse é o caso, porque quem aqui gosta de companhia quando quer apenas ficar em silêncio enfrentando seus próprios demônios? E em 33 anos de vida, a única vez que consegui uma companhia que ficasse em silêncio ao meu lado quando eu não queria falar nada e nem ouvir nada, foi quando esta companhia foi uma amiga de infância que é muda.
Agora a vez que mais discordei quando alguém disse uma frase desse tipo, foi quando um ex colega de trabalho, num dia em que eu estava muito estressado, disse que no fundo, nessas horas, a gente só quer ficar sozinho, fechar os olhos e respirar fundo pra tentar se acalmar. Outra frase muito bonita de se ouvir e, pra mim, pouco funcional na prática. Em compensação vocês já tentaram, na hora da raiva, jogar alguma coisa quebrável na parede e xingar uns dez palavrões? Se já, então sabem o quanto isso pode ser libertador, reconfortante e terapêutico.
A verdade é que muitas vezes o que a gente quer é justamente o contrário daquilo que a gente realmente precisa, a gente só não se dá conta, mesmo sendo bem simples de se perceber, e esse monte de perfis de frases prontas nas Redes Sociais, e as tias com seus gifs brilhantes nos grupos de família do Whatsapp não ajudam muito, porque essas benditas frases prontas, lindas na teoria, porém horríveis na prática, simplesmente grudam em nossa mente e demoram muito para sair.
Uma frase que concordo é que se conselhos fossem bons, a gente não dava, vendia, ainda assim vou dar um para você, seja prático e não teórico, seja realista consigo mesmo, e não idealista.
Você quer o cultuado silêncio ou quer fazer barulho?
Você quer o sossego de uma vida pacata, ou o prazer de uma aventura?
Você quer tentar encontrar a paz se contendo ou extravasando?
Mas esse sou eu, e quando o assunto é frase pronta, eu sou do contra, além de não ser lá muito certo da cabeça também, mas se minha loucura fizer algum sentido pra você, tente, e depois me diga como foi, e se você já for meio maluco como eu, e concordar com a minha forma distorcida de pensar, compartilhe aqui com a gente seus pensamentos, afinal, um louco só é apenas um louco só, dois ainda podem ser coincidência, três seria um padrão merecedor de discussões com mentes abertas, e que no fim poderia até mudar as coisas, quem sabe para melhor.





Gill Nascimento






Logo logo teremos novidade aqui no Blog, e você que está lendo esse texto e acompanha esse Blog que na maioria das vezes não diz nada com nada, pode fazer parte, CLIQUE AQUI para saber mais!






Talvez você se interesse por esses outros textos, fique à vontade e seja bem vindo!


 Papo de Bar... Juntando os Panos de Bunda!   Pedido diário  Como é para um homem, ter uma amiga mulher...

2 comentários:

  1. Muito bom, texto desafiante que nos faz pensar :D

    Claudia - Mulher XL - www.mulherxl.pt

    ResponderExcluir
  2. Começo a entender isso que diz de ter uma maneira louca de pensar, mas faz sentido hahahaha

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião sobre esse texto!