Nostalgia...

Nostalgia

Você acorda, lava o rosto e escova os dentes, da uma olhada nas notificações do Facebook e do Twitter, no Imbox e nas DMs, afinal, vai que tem alguma novidade bombástica na vida dos seus amigos ou dos seus parentes, não é mesmo? Depois deseja um ótimo dia a todos os amigos e seguidores dessas Redes Sociais, pois ninguém pode dar sequência num dia sem que você deseje que ele seja ótimo.
Então você verifica a sua caixa de entrada de emails, e o lixo eletrônico também, porque afinal, nunca se sabe quando seu provedor de emails vai te trair.
Então depois de lavar o rosto e deixar seu cabelo com um despenteado bem atraente, posta uma foto no Snapchat pra dizer que sempre acorda maravilhosamente lindo(a).
Posta aquela foto com uma bela mensagem otimista desejando bom-dia para os seus seguidores no Instagram, pois como essas pessoas poderiam sobreviver um dia sem seu bom dia, não é mesmo?
Você verifica as notificações e deixa uma linda mensagem de incentivo para seu amigos no Google+, para que eles possam continuar o dia mais confiantes.
Então entra no Youtube e confere os novos vídeos dos canais que você acompanha, ri e se diverte, aprende truques de beleza, se sente revoltado e aprende pra que serve anelzinho da lata de refrigerante, tudo em alguns minutos e alguns vídeos. Como viveria mais um dia sem isso?
Agora sim, você pode levantar, tomar um banho e preparar um café da manhã decente, e depois disso se arrumar e ir trabalhar, mais de duas horas depois que você realmente acordou.
Vocês se lembram como era a vida de vocês antes de inventarem as Redes Sociais?
Sinceramente, eu não me lembro.
Mentira, lembro sim, de algumas coisas, e sinto falta também.
Lembram da emoção que era receber uma carta, pelo correio, de uma pessoa amada que morava do outro lado do país?
Eu me lembro bem, amava isso, aquela ansiedade de ficar esperando uma resposta, de receber uma foto e ver como a pessoa mudou desde a última vez que tínhamos nos visto. Era um momento que me deixava muito feliz.
Lembro de como era tudo uma novidade quando a gente viajava, de como era um redescobrimento, hoje a gente chega num lugar onde nunca esteve e sente como se conhecesse tudo, as fotos nas Redes Sociais, o Google Earth te faz sentir como se tivesse passado naquele lugar antes.
Lembro de como era bom dormir depois que o seu programa preferido na TV acabava, e acordar 8 horas depois bem disposto, tomar um banho, e ainda conversar um pouco com os familiares, antes de sair pra mais um dia de compromissos.
Lembro de como era legal interagir e conhecer pessoas novas, pessoalmente, num bar, numa festa, num parque, e não por meio de um aparelho eletrônico, onde a pessoa do outro lado pode ser apenas um personagem.
Sinto saudade disso tudo, as vezes, tudo era mais surpreendente, tudo era mais novidade, tudo era mais descobrimento, a ansiedade, a realização, a felicidade de chegar e a tristeza de partir, a intensidade era muito maior.
Não estou dizendo que o mundo virtual seja ruim, longe disso, amo essa sensação de estarmos todos longe, mas todo mundo junto, essa proximidade, essa sensação de viver a vida de quem amamos, mesmo não podendo estar por perto.
Acho que sou uma pessoa nostálgica e amante das sensações que se foram quando a modernidade chegou.
Mas se por um lado algumas sensações ficaram pra trás com o passado, novas vieram com o futuro, e não são ruins.
Agora me dá licença, que ainda tenho todas as Redes Sociais que mencionei para passar antes de sair, um abraço gente.





Gill Nascimento






Logo logo teremos novidade aqui no Blog, e você que está lendo esse texto e acompanha esse Blog que na maioria das vezes não diz nada com nada, pode fazer parte, CLIQUE AQUI para saber mais!





Um comentário:

  1. Nossa, agora bateu uma saudade aqui dessa época, vivi ela e assino em baixo, era realmente emocionante esses momentos ❤

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião sobre esse texto!

Casuísmo no Instagram